Como parte das atividades do Novembro Negro, as secretarias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) vão realizar um encontro na Penitenciária Lemos Brito, em Salvador, na próxima terça-feira (24). O objetivo é envolver homens e mulheres em privação de liberdade no debate sobre ações afirmativas, na busca pelo acesso à justiça e ao enfrentamento a qualquer forma de discriminação.

A atividade resulta de articulação da Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa, composta por instituições do poder público, universidades, órgãos de Justiça e organizações da sociedade civil. Apoiam a iniciativa a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), o Ministério Público Estadual (MPE), a Defensoria Pública do Estado (DPE), a Ouvidoria Geral do Estado (OGE), o Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN) e o Conselho Estadual de Juventude (Cejuve).