A tradicional caminhada do samba, que acontece neste domingo (29), no Campo Grande, a partir das 15h, apoia, este ano, a Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, promovida pela Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado (SPM). O evento deve reunir cerca de 800 mil pessoas e terá a presença da secretária estadual Olívia Santana.

A 10 edição da caminhada é promovida pela União das Entidades de Samba da Bahia (Unesamba) e, segundo o presidente do Bloco Alvorada, Vadinho França, a adesão à campanha pelo fim da violência contra a mulher é um compromisso com a causa e com as mulheres baianas, em especial às que desfilam nos blocos de samba.

Iniciada no dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e com fim no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, a campanha é uma mobilização mundial, que acontece anualmente. O poder público e diversos atores da sociedade civil atuam de forma engajada durante o período, lutando pelo enfrentamento à violência contra as mulheres. A primeira edição aconteceu em 1991. Atualmente, mais de 160 países participam do movimento, que tem como objetivo apresentar dados, debater o assunto e lutar pelo fim da violência sofrida por mulheres de todo o mundo.

Na Bahia, a campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres começou no dia 20 de novembro, pois no Brasil, o início é antecipado para o Dia Nacional da Consciência Negra, para enfatizar a dupla discriminação sofrida pela mulher negra. Uma série de atividades está sendo realizada para fortalecer a campanha na Bahia. A SPM realiza ações de diversas vertentes e com diversos públicos, com o propósito de combater a violência contra as mulheres das mais variadas formas.