Para melhorar o acesso de pacientes ao Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, e garantir mais qualidade de vida para a população dos bairros de Narandiba e Engomadeira, intervenções serão realizadas na poligonal que envolve a unidade de saúde. A autorização para o início das obras de urbanização no entorno do hospital foi assinada, na manhã desta segunda-feira (23), pelo governador Rui Costa em cerimônia no auditório da instituição, que teve a presença de autoridades e representantes da comunidade.

"As pessoas vão passar a ter acesso ao lazer, serviços de saúde de qualidade e transporte público, além de uma infraestrutura completa perto de casa, o que garantirá mais conforto e condição digna de vida", afirmou Rui Costa.

Orçado em cerca de R$ 6,3 milhões, o projeto prevê a requalificação da estrutura viária da região. Uma pista de dois quilômetros será construída, contornando a área do Roberto Santos, o que proporcionará um trajeto exclusivo para o cidadão que precisar dos serviços do hospital. Os muros da instituição de saúde serão recuados, o que resultará na ampliação da Rua 25 de Maio. Os moradores do local vão ser beneficiados também com um novo sistema de drenagem, iluminação e calçadas mais espaçosas para o tráfego de pedestres. As melhorias se estendem a serviços importantes como limpeza e segurança pública.

“Nós vamos ter uma melhor estrutura para viver. Essa obra vem resolver muitos problemas que a gente tem passado aqui na área”, ressaltou o motorista Wellington Carvalho, morador de Narandiba há mais de dez anos. Além disso, quatro novos pontos de ônibus serão instalados no trajeto, possibilitando um maior acesso ao transporte público. Também faz parte do projeto de requalificação urbana a instalação de novos equipamentos para a maior sensação de bem-estar da comunidade.

As famílias que habitam a região terão acesso a parque infantil, academia popular para a prática de exercícios físicos, espaço de convivência, quadra poliesportiva, estacionamento, além de ganhar uma nova sede para a associação de moradores e uma base comunitária de segurança (BCS). Elaborada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), a proposta de intervenção reuniu demandas das secretarias estaduais de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), da Saúde (Sesab), do Trabalho, Emprego e Renda e Esporte (Setre), quanto à necessidade de implementar ações sociais e melhorar a infraestrutura no entorno daquela área.

Todas as ações do Governo do Estado são tomadas com base nas demandas que surgiram nas reuniões com a comunidade local realizadas com a participação de representantes da Conder e de secretarias do estado. A previsão é que as obras sejam concluídas em até dez meses. “Hoje, o entorno do hospital tem um acesso precário. Com as intervenções, o transporte urbano passará a ser realizado com sucesso. A mobilidade foi uma das principais demandas apresentadas pela comunidade nas reuniões que fizemos com seus representantes. Esse item urgente será resolvido”, disse o presidente da Conder, José Lúcio Machado.

Qualidade dos serviços

Ainda em relação ao projeto de urbanização da área, uma nova guarita na entrada do hospital será construída. A unidade de emergência do Roberto Santos será ampliada e reformada, uma clínica de diálise construída com equipamento de ponta, assim como uma Casa de Apoio à Gestante e à Puérpera, que vai atuar em parceria com a Rede Cegonha, do governo federal, oferecendo atendimento multidisciplinar e de qualidade. “As intervenções serão feitas para que o Hospital Roberto Santos passe a realizar novos serviços, com a qualidade que o coloca entre os maiores hospitais da Bahia”, afirmou o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas Boas.

Repórter: Leonardo Martins


Publicada às 10h30
Atualizada às 13h30