A fiscalização educativa iniciada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) e a Polícia Militar da Bahia (PMBA), no dia 4 de setembro, já contabiliza 10.700 condutores abordados, 696 veículos apreendidos e 1.836 autuados. O objetivo da ação realizada em Salvador e região metropolitana é reforçar a segurança nas vias.

Na quarta-feira (18), em blitz na Avenida Bonocô, na capital, o Detran-BA distribuiu a cartilha da legislação de trânsito e orientou os motoristas sobre o comportamento durante a abordagem. “Ao se aproximar da barreira, o cidadão deve diminuir a velocidade e manter a tranquilidade. À noite, deve reduzir os faróis, baixar os vidros e acender a luz interna do veículo. As mãos precisam estar sempre em local visível e é necessário atender aos sinais e orientações da equipe”, explicou o sargento Miguel Magalhães, coordenador da operação.

O administrador Adauto Silva aprovou o trabalho do Detran. “As pessoas precisam entender que vale a pena perder um pouco de tempo pela nossa segurança. Tenho visto blitzes em diversos pontos da cidade e isso me traz segurança. Que bom que elas estão acontecendo”.

A pedagoga Tatiane Chaves Oliveira relata como escapou de um assalto por causa da fiscalização. “Estava saindo do trabalho e percebi um veículo me seguindo. Nas imediações da Avenida Jorge Amado, tinha uma blitz montada, que fez o carro parar de me seguir. Falei com a equipe do Detran, que prontamente pegou os dados e acionou a polícia. Se a blitz não tivesse acontecendo, teria sido assaltada. Sou totalmente a favor dessas operações”.

De acordo com a Polícia Militar, a intensificação das blitzes tem contribuído para reduzir o número de roubos de veículos. “O resultado de carros, roubados ou furtados, que foram recuperados é bastante positivo. Tivemos também um índice grande de armas de fogo apreendidas, além da diminuição do número de ocorrências”, disse o major Washington Plácido, do Comando de Operações da PM.

Fonte: Ascom/Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA)