A Secretaria da Educação do Estado celebra o Novembro Negro, desta terça-feira (3) até o dia  30, com uma série de Diálogos Formativos/Caravana da Igualdade nas escolas e comunidades quilombolas. O propósito é discutir a identidade, resistência e ancestralidade dos povos africanos com a comunidade escolar.
A programação começa nesta terça (3), com o primeiro evento da série Diálogos Formativos/Caravana da Igualdade na Escola Carneiro Ribeiro, na Ilha de Itaparica e, a partir do dia 21, a ação se estende para as comunidades quilombolas. Uma videoconferência sobre a Lei Nº 10.639/03 também será realizada na quarta (4), às 14h, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), com transmissão para as salas dos Núcleos Regionais de Educação (NRE) nos 27 Territórios de Identidade.
Os Diálogos Formativos/Caravana da Igualdade visam levar o debate sobre as ações afirmativas de valorização da identidade negra para as escolas estaduais em todo o estado e também para as comunidades quilombolas da Ilha de Itaparica, Santa Maria da Vitória, Anagê, Palmas de Monte Alto, Cachoeira/Santiago do Iguape, Lage dos Negros, Santo Antônio de Jesus, São Francisco do Conde, Salvador e região metropolitana.
“Vamos abordar questões como a valorização da autoestima e identidade negra”, explica a coordenadora de Educação para a Diversidade da Secretaria da Educação do Estado, Érica Capinan. Ela ressalta ainda0 que “todas as ações têm como foco a Lei Nº 10.639/03, que tornou obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana nas escolas públicas e particulares, do Ensino Fundamental até o Ensino Médio”.
Educação para a Diversidade
A Secretaria da Educação também apoia o seminário ‘Educação para a Diversidade’, promovido pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), em parceria com a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira(Unilab), e que acontece no dia 25, no campus da universidade, em São Francisco do Conde
Além da série Diálogos Formativos/Caravana da Igualdade, durante todo o mês de novembro, a Secretaria da Educação do Estado disponibiliza material e recursos para projetos pedagógicos em alguns Territórios de Identidade, com foco nas temáticas para a educação das relações étnico-raciais. 
A Secretaria apoia e participa ainda da programação do Novembro Negro no estado, como o V Congresso dos Pesquisadores Negros de Jequié, de 16 e 20 de novembro, e o lançamento da campanha do governo federal, ‘Quem Ama Abraça Fazendo Escola’, no dia 26, na Câmara de Vereadores de Salvador, em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM-BA). 

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia