Lição de vida e superação são os temas do filme americano ‘Treino para a vida’ foi exibido nesta terça-feira (24), no Cine Negro, que funciona no Centro Social Urbano (CSU) do Nordeste de Amaralina, equipamento da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). A apresentação do filme integrou a programação do Novembro Negro.

Inspirado em uma história real, o filme conta a história de um técnico de basquete empenhado em transformar seus jogadores desmotivados em vencedores, tantos nos jogos como em suas vidas, mostrando aos jovens um futuro longe da prisão e gangues, única realidade que conheciam.

A estudante Emilly Tourinho identificou a realidade do seu bairro no filme. “No Nordeste de Amaralina [em Salvador] muitos jovens entram na marginalidade por não terem perspectiva [melhor] de vida”. Para ela, “as atividades de inclusão social ajudam as pessoas a serem melhores, a respeitarem umas às outras e a terem uma perspectiva do futuro”.

Segundo a estagiária de Serviço Social do CSU, Michele Coelho, a exibição do longa-metragem teve o propósito de motivar os jovens a identificarem a realidade do bairro com a do filme e refletir “sobre a importância da coletividade, da responsabilidade e do respeito”.

Feira da Saúde

Simultaneamente com o Cine Negro, o CSU realizou uma feira de saúde, em parceria com o curso de Técnica de Enfermagem da Escola de Formação Técnica em Saúde, que teve o objetivo de orientar a comunidade do Nordeste de Amaralina quanto à forma correta de jogar o lixo fora e mostrar o impacto ambiental causado pelo descarte de maneira inadequada. Na feira, os expositores mostraram algumas doenças vinculadas ao lixo e as consequências, a exemplo de hepatite A, diarreia, dengue e leptospirose.

Os alunos do curso, moradores da região, tiveram a idéia de realizar a feira por observar que um dos problemas do local é a forma como as pessoas descartam o lixo. “Como profissionais de saúde e moradores do bairro, os técnicos de enfermagem sentiram a necessidade de informar à população para que haja uma transformação da comunidade na maneira de pensar e agir”, disse a coordenadora do curso de Técnica de Enfermagem da Escola de Formação Técnica em Saúde, Consuelo Fraguas.

Programação

As homenagens ao Novembro Negro continuam durante a semana com vários eventos. Nesta quarta-feira (25), o CSU Nordeste de Amaralina oferece consulta de cardiologia com exame de eletrocardiograma; quinta (26), consulta com ginecologista e proctologista; sexta-feira (27), último dia da atividade, pela manhã, urologista.

Na tarde de sexta ocorre palestra sobre ‘Anemia falciforme e políticas de atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS)’, além de variada programação cultural incluindo mostra fotográfica, oficina de turbantes, apresentação de capoeira e maculelê, exposição de artesanato do Grupo de Convivência, a entre outros eventos.

Fonte: Ascom/Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS)