A capital baiana será palco das sessões da 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo, entre os dias 25 e 30 de novembro. A cerimônia de abertura acontecerá na quarta-feira (25), na Sala Walter da Silveira, localizada na Biblioteca Pública dos Barris, às 19h, com a presença do secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Geraldo Reis.

Entre os filmes que serão exibidos estão Betinho, A Esperança Equilibrista, sobre o sociólogo Hebert de Souza; 500 – Os bebês roubados pela ditadura argentina, sobre a luta das avós da Praça de Maio; o recente Numa Escola de Havana; e Silêncio das Inocentes, sobre violência contra a mulher. A realização é do Governo Federal, por meio do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos e da Secretaria Especial de Direitos Humanos, com produção do Instituto Cultura Em Movimento (ICEM).

A 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo teve início no dia 13 de novembro e segue até o dia 20 de dezembro, passando por todas as 26 capitais do país e pelo Distrito Federal. A Mostra Homenagem faz uma retrospectiva representativa das nove edições anteriores e exibe filmes premiados em cada edição, a Mostra Temática terá como foco Criança e Adolescente, e a Mostra Panorama reunirá 24 filmes produzidos a partir de 2011 no Brasil, França, Estados Unidos e Singapura, selecionados por meio de chamada pública.

A 10ª Mostra é uma edição comemorativa, que celebra o fortalecimento e disseminação da cultura e da educação em Direitos Humanos. Ela foi lançada para celebrar o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 10 de dezembro de 1948.

"A linguagem cinematográfica mobiliza corações, mobiliza mentes. Essa mostra de cinema mobiliza as pessoas a pensarem sobre esse tema que é tão importante para nós em um momento em que precisamos reafirmar os valores dos direitos humanos e o respeito às diferenças", disse o secretário especial de Direitos Humanos do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Rogério Sottili.

Realizada pelo Governo Federal, através do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos e da Secretaria Especial de Direitos Humanos, com produção do Instituto Cultura Em Movimento (ICEM), a Mostra se dedica a apresentar filmes que discutem temas atuais de Direitos Humanos, como direitos das pessoas com deficiência; população LGBT/enfrentamento da homofobia; memória e verdade; crianças, adolescentes e juventude; pessoas idosas; população negra; população em situação de rua; mulheres; Direitos Humanos e segurança pública; proteção aos defensores de Direitos Humanos; direito à participação política; combate à tortura; situação prisional; democracia e Direitos Humanos; saúde mental; cultura e educação em Direitos Humanos.


Fonte: Ascom/Secretaria de Justiça, Diretos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS)