A Orquestra Castro Alves (OCA), segunda formação do programa Neojiba, realiza sua primeira turnê entre esta segunda-feira (9) e o próximo dia 18, percorrendo sete cidades do Nordeste: Maceió, Recife, Caruaru, João Pessoa, Natal, Fortaleza e Salvador. Com ingressos a preços populares, a orquestra tocará sob a regência do jovem maestro e percussionista Cássio Bitencourt.
Durante a turnê, a orquestra participa de atividades educativas e de intercâmbio com programas locais, como o Programa de Inclusão Através da Música e das Artes (Prima), sediado na Paraíba e inspirado no Neojiba, o projeto Orquestra Crianças Cidadãs, da comunidade do Coque, em Recife, e outros projetos vinculados ao Instituto JCPM. 
A OCA possui 70 músicos, que ensaiam todos os dias da semana no Teatro Castro Alves (TCA), sob a supervisão e monitoria dos integrantes da Orquestra Juvenil da Bahia. Para participar dessa experiência foram também selecionados, através de audições, músicos de outras orquestras e núcleos do Neojiba, além de alguns integrantes da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia. Jovens músicos do Núcleo de Prática Orquestral e Coral (NPO) de Trancoso, da Orquestra Pedagógica Experimental (OPE), da Orquestra de Câmara do Neojiba (OCN) e da Orquestra Regional do Piemonte da Diamantina participam da Turnê Nordeste 2015.
O repertório da turnê apresenta obras dos compositores latino-americanos Arturo Márquez, Alberto Ginastera, Oscar Lorenzo Fernández e Maestro Duda, além de peças do repertório tradicional europeu escritas pelos russos Tchaikovsky, Shostakovich e pelo finlandês Jean Sibelius.
Experiência 
A Turnê Nordeste representa um passo importante na vida desses jovens músicos. Muitos sairão pela primeira vez do estado da Bahia, sendo esta uma grande oportunidade de crescimento musical e humano. Alguns músicos fundadores do Neojiba acompanham a turnê, como Aline Falcão, atual coordenadora da OCA e que participou da Turnê Nordeste da Orquestra Juvenil da Bahia em 2009, como pianista e harpista. 
“Seis anos depois, eu estou aqui, com o enorme desafio de organizar e realizar, junto com uma equipe maravilhosa e parceira, a segunda turnê Nordeste de uma orquestra integrante do Neojiba. Quando realizamos nossa primeira turnê na região, em 2009, a Orquestra Castro Alves nem existia. Eu tive a sorte de acompanhar e crescer juntamente com esta orquestra. Foram quatro anos de muito trabalho, troca musical, humana e de aprendizado”, afirmou Aline. 
A Turnê Nordeste da OCA é uma realização do Instituto de Ação Social pela Música (IASPM), da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e do Ministério da Cultura, com patrocínio das empresas Cielo e Cateno e apoio da Agência Leiaute, Instituto JCPM, Riomar Recife, Riomar Fortaleza e Salvador Shopping. 

Fonte: Ascom/Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS)