Diversidade cultural e mistura de ritmos marcam o início da programação do mês de novembro no Centro Histórico de Salvador. Para celebrar o período dedicado à cultura negra estão em destaque o VI Encontro Mauanda Bankoma, que recebe os cantores Jau e Ludmillah Anjos, e a Marcha das Mulheres Negras, apresentando como atrações o Ilê Aiyê, o Cortejo Afro e a sambista Juliana Ribeiro. A programação é promovida e apoiada pela Secretaria de Cultura do Estado (Secult), por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI).

Nesta quinta-feira (5), a banda Forró King grava seu DVD no Largo Pedro Archanjo, a partir das 21h, apresentando um ritmo estilizado, com letras marcantes e batidas eletrizantes (ingressos a R$ 10 e R$ 5). No Largo Tereza Batista, às 20h e com entrada franca, acontece o VI Encontro Mauanda Bankoma, que reúne arte, moda, gastronomia e música, com os cantores Jau e Ludmillah Anjos. A banda baiana de rock alternativo DonaTitta faz o som gratuito, no Largo Quincas Berro D’Água, às 21h.

Na sexta (6), o Sine Calmon volta ao palco do Largo Tereza Batista, às 21h, acompanhado da banda Morrão Fumegante, para divertir os amantes do reggae (ingressos a R$ 20 e R$ 10). O cantor Prince Addamo completa a noite. No mesmo horário, no Largo Quincas Berro D’Água, a banda Afrodisíaco mostra a mistura de ritmos que forma seu repertório afro pop (ingressos a R$ 20 e R$ 10). No Largo Pedro Archanjo, a banda Todos os Santos convida A Cédula para, juntas, animarem o público com um show de rock gratuito.

Fim de semana

Na agenda de sábado (7), consta o evento In.Órbita, no Largo Pedro Archanjo, às 16h, com os lançamentos do mixtape ‘Vivendo de Música’, do MC Alvaro Réu’, do álbum ‘O que separa os Homens dos Meninos’, do MC Sant, e ainda a mixtape do MC Mobil (ingressos R$ 20 e R$ 10). No Largo Tereza Batista, às 19h, o 3º Roud de Rimas Improvisadas apresenta batalhas de improviso na busca do melhor MC da Bahia. Na noite também haverá pockets shows do coletivo Rima Mina, do grupo Contenção 33 e do MC Baco (ingressos R$ 5 e R$ 2,50).

Cantores de reggae revezam o microfone no projeto Reggae Vibes, que será realizado no Largo Quincas Berro D’ Água, às 21h. Entre eles, estão Anderson Semente, da banda Semente Roots, Tarso (Ikenfron), Ariel (Kwanza), Ricardo Correia (Cativeiro), Seara (Reza Verde), Adilmar (Jahway), Prince Addamo e Ras Mateus da Verbo e Juízo (ingressos a R$ 20 e R$ 10).

No domingo (8), o grupo cultural Afro&Arte combina diversas vertentes artísticas, no Largo Quincas Berro D’Água, a partir das 11h, com entrada franca. No Largo Tereza Batista, às 14h, vai acontecer mais um ensaio do tradicional bloco afro Olodum, com ingressos a R$ 50. Jajá Cardoso, Dieguito Reis, Luca e Davide Bori, que formam a família roqueira ‘Vivendo do Ócio’, lançam no Largo Pedro Archanjo, às 17h, o terceiro disco da banda, intitulado ‘Selva Mundo’ (ingressos R$ 20 e R$ 10).

Próxima semana

Na segunda-feira da próxima semana (9), a Marcha das Mulheres Negras invade o Largo Pedro Archanjo, às 19h, com o tema ‘Mulheres Negras: olhando adiante, marchando em frente’. O evento terá intervenções poéticas, além das participações do Ilê Aiyê, Cortejo Afro, Banda Didá, Meire Freire e Juliana Ribeiro (ingressos R$ 20 e R$ 10). No Largo Tereza Batista, às 20h, a banda de rock melódico Be Heind apresenta um repertório autoral e também faz covers de artistas consagrados, com entrada franca..

Na terça (10), a banda de samba e percussão Kirybamba retorna ao Largo Tereza Batista, às 21h, para mais uma edição do projeto Pelô na Roda (ingressos a R$ 10 e R$ 5). O show dançante da banda Samba de Criol²o alterna diversos tipos de samba no evento Música de Boteco, no Largo Quincas Berro D’Água, às 21h, com entrada franca. O cantor Gerônimo dá continuidade a sua temporada de ensaios, com o show ‘O pagador de Promessas’, no Largo Pedro Archanjo, às 21h (ingressos a R$ 20 e R$ 10).

O Largo Pedro Archanjo recebe na quarta (11), às 21h, a banda Atabasabar, que tem a percussão como principal elemento do show Àdupé, apresentando um novo ritmo elaborado por meio da junção de dois instrumentos – o atabaque brasileiro e o sabar africano (ingressos a R$ 20 e R$ 10). O samba reggae toma conta do Largo Tereza Batista, no mesmo horário, com o ensaio de Carnaval do Bloco Muzenza (ingressos R$ 20 e R$ 10).

Fonte: Ascom/Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI)