O Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), entregou, nesta quinta-feira (19), no município de Bom Jesus da Lapa, o vigésimo quinto Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (Setaf) aos mais de 31 mil agricultores e agricultoras familiares do Território de Identidade Velho Chico, composto por 16 municípios.
O ato teve a presença do secretário do Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, da diretora de Agregação de Valor e Acesso à Mercado, da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), Elisabete Costa, técnicos da SDR, prefeitos de municípios do Território, representantes das secretarias de Planejamento (Seplan) e de Cultura (Secult), dos movimentos sociais, câmaras municipais, Colegiado Territorial e outras autoridades regionais. O evento teve ainda a entrega de 82 títulos de posse da terra, que integram a política pública de regularização fundiária do governo estadual, por meio da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA). 
De acordo com Jerônimo Rodrigues, os Setafs são a representação da SDR nos territórios e são responsáveis por atividades como o monitoramento e acompanhamento de projetos de inclusão socioprodutiva, serviços de assistência técnica e extensão rural, Crédito Pronaf, regularização fundiária, agroindustrialização e outras ações voltadas para a população rural de cada território. "Os agricultores familiares, pescadores e comunidades e povos tradicionais dos 16 municípios do Território do Velho Chico serão atendidos e acompanhados pelos técnicos da SDR, que atuarão nesse Setaf", disse o secretário. 
Inclusão produtiva
O Setaf, que tem como finalidades articular políticas públicas para a agricultura familiar e promover a inclusão produtiva dos agricultores familiares, é composto por equipes técnicas da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater) e demais órgãos que integram a SDR. Em alguns Territórios de Identidade, como o do Sertão do São Francisco e Itaparica, está presente também a Bahia Pesca. 
O serviço já está em funcionamento nos territórios do Sertão de São Francisco (Juazeiro), Recôncavo (Cruz das Almas), Bacia do Paramirim (Macaúbas), Semiárido Nordeste II (Ribeiro do Pombal), Vitória da Conquista (Vitória da Conquista), Médio Sudoeste (Itapetinga), Médio Rio de Contas (Jequié), Piemonte da Diamantina (Jacobina), Litoral Norte e Agreste Baiano (Alagoinhas), Piemonte Norte do Itapicuru (Senhor do Bonfim), Bacia do Jacuípe (Riachão do Jacuípe), Sisal (Serrinha), Piemonte do Paraguaçu (Itaberaba), Chapada Diamantina (Seabra), Irecê (Irecê), Região Metropolitana de Salvador (Camaçari), Litoral Sul (Itabuna), Itaparica (Paulo Afonso), Baixo Sul (Valença), Bacia do Rio Corrente (Santa Maria da Vitória), Vale do Jiquiriçá (Ubaíra), Sertão Produtivo (Brumado), Costa do Descobrimento (Eunápolis) e Extremo Sul (Teixeira de Freitas).
Entre as atuações dos Setafs estão também a estruturação produtiva de assentamentos rurais, disponibilização de insumos produtivos (seguro, sementes, água, mudas, entre outros), implantação de infraestrutura rural (habitação, água, equipamentos públicos etc), seguro Garantia Safra, além do apoio para acesso ao mercado tradicional e institucional e dinamização de cadeias produtivas como a da apicultura e meliponicultura, bovinocultura de leite, mandiocultura e fruticultura, entre outras.
Semaf
O Serviço Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (Semaf), que será realizado em parceria com as prefeituras municipais, por meio das secretarias municipais de agricultura, tem o objetivo de promover a articulação, gestão e implementação de políticas para a execução na base municipal, atuando de forma integrada com o Setaf do Território de Identidade que integra. 
A atuação desse serviço se dará por meio de termo de adesão, que estabelecerá os princípios, objetivos, metas e o arranjo institucional necessário para implantação e funcionamento. No Território Velho Chico aderiram à implantação do Semaf os municípios de Bom Jesus da Lapa, Riacho de Santana, Barra, Brotas de Macaúbas, Carinhanha, Matina, Paratinga, Malhada e Oliveira dos Brejinhos.

Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)