O secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda, representando o governador Rui Costa, participou nesta segunda-feira (20) da abertura da sexta edição da Feira e Convenção Baiana de Supermercados, Atacados e Distribuidores (Superbahia). O evento acontece até quarta (22), na Arena Fonte Nova, em Salvador.

Na ocasião, Hereda afirmou que “as vendas em supermercados cresceram 2,24% no ano passado em relação a 2013 apesar do cenário difícil. A economia é muito dinâmica e a perspectiva positiva do setor, em 2015, indica que teremos um fim de ano mais promissor do que o início”. O segmento trabalha com a perspectiva de crescimento de 2% este ano.

Além do presidente da Associação Brasileira de Supermercados, Fernando Yamada, participam do evento 70 fornecedores nacionais e internacionais do setor varejista. A estimativa é que 12 mil pessoas visitem a feira e que sejam realizados negócios da ordem de R$ 400 milhões.

O titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) disse que “o Brasil já superou situações muito mais difíceis” e citou as crises dos anos 80 e 90, quando houve “hiperinflação, taxas de juros estratosféricas, desemprego [e falta de] reservas cambiais. Hoje as nossas bases econômicas são muito mais sólidas”.

Fortalecimento do varejo

A feira é realizada pela Associação Baiana de Supermercados (Abase) e Sindicato dos Supermercados e Atacados de Auto Serviço da Bahia. “Para vencer a crise, a palavra de ordem é qualificação num cenário de competição acirrada. Estamos mostrando o que há de mais moderno no setor, tanto na área de alimentos como na de equipamentos”, destacou o presidente da Abase, João Cláudio Nunes.

Em paralelo ao evento de negócios, acontece o Fórum de Fortalecimento do Varejo Supermercadista Baiano, com o objetivo de qualificar empresas e profissionais do setor. A programação inclui oficinas e palestras técnicas, abordando temas diversos, a exemplo de segurança alimentar, sustentabilidade e atendimento ao público das classes C, D e E.

O público alvo da feira são supermercadistas da Bahia e Sergipe, atacadistas, distribuidores, proprietários de delicatessens, padarias, lojas de conveniência, restaurantes, hotéis e representantes comerciais, além de fornecedores dos setores de alimentos, automação e gestão, bazar, bebidas, equipamentos leves e pesados, higiene, beleza, limpeza, petshop, serviços financeiros e suprimentos.

Também compareceram à abertura da Superbahia o secretário estadual do Turismo, Nelson Pelegrino, o subsecretário de Desenvolvimento, Paulo Guimarães, o chefe de gabinete da SDE, Marco Cohim, o superintendente do Sebrae, Advan Furtado, entre outras autoridades.