Depois de Souto Soares, agora é a vez da cidade de Inhambupe receber a Caravana do Lazer 2015 – projeto itinerante do Governo do Estado realizado por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), em parceria com prefeituras. De quinta-feira (21) até sábado (23), técnicos da Sudesb estarão no município para ministrar, gratuitamente, o “Curso de Formação de Agentes Multiplicadores de Lazer” e promover o “Dia de Lazer”, culminância das atividades da capacitação.

Nos dois primeiros dias, os participantes terão aulas teóricas, em que serão abordados temas como a importância do lazer e as políticas públicas existentes nesta área, bem como discutirão formas de promover eventos recreativos, culturais, de esporte e lazer, de acordo com a realidade local. Nessa Caravana, pela primeira vez, será abordado o tema “enfrentamento às drogas psicóticas”. No sábado (23), a partir de 8h30, eles colocarão em prática os conhecimentos adquiridos, organizando na Praça de Eventos, um mutirão de recreação e brincadeiras populares.

“Inhampube é a segunda cidade que visitamos este ano. A proposta é levar a mobilização social do lazer com vistas à melhoria das práticas recreativas no município, promovendo uma aproximação social e permitindo assim a construção de um grupo de pessoas para trabalhar por mais ações no local”, explicou a profissional de Educação Física e coordenadora de Eventos, Recreação e Lazer da Sudesb, Susi Dócio.

Motivação

Entre os critérios para a seleção do local que receberá a Caravana estão a posição dele no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre os 417 municípios baianos e a vulnerabilidade social. A posição de Inhambupe no IDHM, segundo a última publicação, em 2010, é 392. Além disso, a cidade – que tem pouco mais de 40 mil habitantes – possui alta vulnerabilidade social.

Caravana

Idealizada e desenvolvida pela Sudesb, a Caravana do Lazer é uma importante ação de formação de agentes comunitários para o desenvolvimento de práticas de lazer. O programa capacita, em média, 80 agentes por cidade, que ao final recebem certificados que os qualificam como agentes de lazer no município. Entre 2008 e 2014, 4.545 mil pessoas foram capacitadas em 85 municípios baianos, levando alegria e diversão, somente nos Dias do Lazer, a cerca de 20 mil crianças.