Teatro, audiovisual, dança, oficinas, feiras e muitos debates prometem ajudar a girar a economia criativa no estado. É o que o mês de maio reserva para a programação cultural de vários territórios de identidade da Bahia. Os eventos fazem parte de projetos apoiados financeiramente pelo Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura (FCBA) e das secretarias estaduais de Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz-BA).

O Fundo oferece incentivo via financiamento e apoio a projetos culturais que, apesar de importantes para a cultura do estado, teriam dificuldades para obter patrocínio. Iniciando a programação, o II Ciclo de Oficinas de Comunicação e Cultura Digital da Rede de Rádios Indígenas, iniciado na última sexta-feira (1°), será encerrado nesta quarta (5), no sul do estado. As atividades envolvem a produção e edição de conteúdos radiofônicos utilizando softwares livres, na Rádio Tupinambá FM, que transmite direto da Aldeia Tupinambá de Olivença, localizada a 15 quilômetros da cidade Ilhéus.

No município de Capim Grosso, o projeto ‘Minha Boneca Preta’ promove a interação lúdica entre pais e filhos, numa proposta que consiste de uma ‘oficina de bonecas negras’, com aulas teóricas (cultura afro, arte bonequeira, teatro de bonecas) e práticas (confecção da boneca), finalizada com o teatro de bonecas. A apresentação será filmada e transformada em vídeo a ser disponibilizado na internet. O propósito é promover a inclusão social e a conscientização quanto ao problema racial.

A abertura do projeto acontece nesta sexta-feira (8), das 14 às 17h, na Associação Comercial de Capim Grosso. As oficinas continuam nas quintas e sextas-feiras em escolas da cidade, que também receberá a IV Feira de Cultura Bocapio das Artes do Centro Norte Bahia, no período de 15 a 17. O evento busca gerar debate sobre o novo cenário cultural, no que concerne às políticas públicas para o fomento a cultura, além de reunir artistas de diferentes expressões culturais. Durante três dias, terá a participação de cinco territórios de identidade Bacia do Jacuípe, Piemonte da Diamantina, Itapicuru, Portal do Sertão, do são Francisco e Sisal.

Encontros e dança

Entre os dias 20 e 23, Salvador recebe Nordeste.Lab no Complexo Cultural dos Barris. O projeto consiste de uma plataforma de encontros voltados ao fortalecimento de redes, comercialização de produtos nordestinos, realização de ações de formação e qualificação, além da promoção de intercâmbios culturais, estimulo à inovação e entrada de novos agentes no setor. Em sua primeira edição, realiza encontros entre representantes de produtoras audiovisuais da Bahia e do Nordeste, compradores de conteúdo, estudantes, realizadores independentes e agentes do poder público.

O município de Itacaré, no litoral sul, recebe pela quarta vez o Festival de Dança Itacaré, entre os dias 27 e 31, com entrada gratuita. A ideia é contribuir para implementar e desenvolver um panorama voltado para a dança contemporânea, valorizando os grupos de dança do interior da Bahia, ajudando na formação e profissionalização, além do intercâmbio de conhecimentos ligados à dança.

Integrando o projeto ‘Adole’, contemplado com o Edital Setorial de Dança, o espetáculo de dança ‘Desastro’ será apresentado em diversas cidades baianas – Cachoeira (13), Camaçari (15), Jequié (18) e Vitória da Conquista (20). São 50 minutos de peça coreográfica, que movimenta uma ideia de futuro inventada anos atrás, responsável pela construção da estética dos mundos de ficção científica e das viagens espaciais.

Festival de cinema

Para a sexta edição do CachoeiraDoc, entre os dias 1º e 7 de setembro, as inscrições serão realizadas até o próximo dia 20. O festival acontece no Cine-teatro Cachoeirano e no Centro de Artes Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), na cidade de Cachoeira, e busca fomentar a difusão e a produção de documentários, assim como o debate sobre o gênero, por meio de oficinas, ciclo de conferências e exibição de filmes. Os interessados devem se inscrever gratuitamente pelo site do evento.

Estão abertas também as inscrições para o workshop ‘Discutindo a Lei 13.006/2014 – O Cinema Brasileiro nas Escolas’, que integra a programação do V Festival de Cinema Baiano (Feciba), previsto para 7 a 13 de junho, em Ilhéus. Os interessados podem se inscrever no site do evento, mediante preenchimento de ficha cadastral até esta sexta (8). A lista de participantes selecionados será divulgada no dia 10 de maio.