Com o objetivo de debater a cultura da pinha, junto aos produtores, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), em parceria com a Prefeitura de Presidente Dutra, promove o ‘Seminário Regional sobre a Cultura da Pinha’.

O evento acontece nesta quinta-feira (14), na Câmara de Vereadores do município, situado no centro norte baiano, e tem a finalidade de traçar estratégias, visando  melhoria para a produção estadual, nacional e internacional da fruta, atrelada ao manejo integrado das pragas da família das anonáceas. O seminário é direcionado aos produtores do município e região com a expectativa de reunir cerca de 200 pessoas.

O palestrante Abel Rebouças, pesquisador e professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), fará abordagem sobre a ‘Situação Atual das Anonáceas no Brasil e na Bahia’ e Mônica Pires, pesquisadora da Universidade Estadual Santa Cruz (Uesc), vai tratar do ‘Mercado e Comercialização da Pinheira’.

Já Carlos Bragança, professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), explica  “O que é, causa e soluções para a Lasiodiplodia theobromae’, fungo que vem se tornado um sério problema para os produtores em vários agroecossistemas.

O Projeto de Manejo Integrado das Pragas e a fiscalização das anonáceas também são temas do evento. Para o diretor-geral da Adab, Oziel Oliveira, o seminário vai transmitir conhecimentos técnicos de defesa fitossanitária para os produtores rurais, principalmente sobre a ‘Broca dos Frutos’, doença considerada a mais grave nas anonáceas.

“Os participantes também irão atualizar seus conhecimentos sobre as formas de manejo integrado de pragas possibilitando o desenvolvimento da produção de pinha no município, considerada a maior do Brasil”, explicou o dirigente.