Mais uma vez a música chama atenção de um público especial em Salvador. Nesta terça-feira (25) um grupo formado por 20 crianças da Escola Malê, com idade entre 2 a 4 anos, esteve na Casa da Música, às margens da Lagoa do Abaeté, em Itapuã, para assistir à apresentação do Quarteto Novo, uma das Cameratas da Orquestra Sifônica da Bahia (Osba).

O concerto foi promovido pelas Voluntárias Sociais da Bahia por meio do projeto Arte, Cultura e Lazer, em parceria com o Teatro Castro Alves (TCA). A iniciativa completa sete anos, sempre promovendo atividades que facilitem o acesso a atividades de arte, cultura e lazer para as comunidades de baixa renda de Salvador.

Segundo Ana Claudia Bonifácio, assistente social das Voluntárias Sociais, o projeto busca inserir a música na vida das crianças e adolescentes. “Muitas vezes, falta incentivo familiar para inserção da música na vida do jovem e com essas iniciativas, muitos descobrem o gosto e o dom por um instrumento. A música e a cultura afastam os jovens das drogas e da ociosidade”, declarou Cláudia.

O músico André Becker, que faz parte do quarteto tocando flauta transversal, ressaltou o quanto o projeto das Voluntárias Sociais é importante para crianças que nunca tiveram acesso a esse tipo de instrumento. “Faz parte dos direitos do cidadão ter acesso à música. Infelizmente, muitas vezes a escola não proporciona isso e o projeto leva arte para os bairros e também o público para o teatro”.

Hilca Leal, vice-diretora da Escola Malê, contou como a reação das crianças mudou ao decorrer da apresentação. “Notei que durante a apresentação elas ficaram encantadas com o primeiro contato com a música de concerto”, declarou.