Mais um envolvido na morte de Thomas Elefterios Dinas, conhecido como Grego, de 75 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (19) por policiais da Delegacia Territorial (DT) de Paulo Afonso. Trata-se de Challes Maxmille Lima, 22 anos, que estava escondido na residência da mãe, na Rua Palmares, bairro BTN II.

Natural da Grécia, Thomas foi morto na Rua da Grécia, localizada no centro de Paulo Afonso, às 8 horas do dia 29 de março de 2013, no interior de uma fábrica de gelo de sua propriedade. Outros dois envolvidos, de prenomes Diego e Neto – este sargento reformado da PM, foram presos no ano passado.

Segundo o delegado Hidelbrando Alves, titular da DT/Paulo Afonso, Grego residia na cidade há mais de 50 anos e tinha cinco filhos. Challes ficará custodiado na carceragem da unidade, à disposição da Justiça.