O Posto de Atendimento Central do Procon-BA, órgão da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), dobrou o número de senhas diárias aos consumidores. A medida vai possibilitar que mais pessoas tenham acesso à unidade para registrar queixas sobre problemas provenientes das relações de consumo.

Serão disponibilizadas, a partir de agora, 120 senhas de atendimento por dia – 60 no turno da manhã e 60 à tarde. Segundo o superintendente Ricardo Maurício Freire Soares, a medida faz parte do projeto de reestruturação do órgão, visando à otimização dos fluxos administrativos.

As senhas começam a ser distribuídas às 7h. Para registrar queixas, os consumidores devem levar documentos pessoais e dados que comprovem a relação de consumo com o fornecedor alvo da reclamação.

Os problemas mais recorrentes entre os consumidores são sobre cobranças indevidas e vício de produto. Atualmente, o Posto Central consegue resolver, de imediato ou em até 15 dias, 80% das queixas recebidas.