Gerências regionais e escritórios locais da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), estão empenhados em divulgar e mobilizar a sociedade civil, gestores públicos e organizações sociais dos territórios incorporados ao Programa de Desenvolvimento Sustentável dos Territórios Rurais (Pronat), na Bahia, para a 2ª Conferência de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, que será realizada em setembro próximo em Brasília.

Segundo o presidente da EBDA, Elionaldo de Faro Teles, o evento tem por objetivo a construção do Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, de forma participativa, que materializa concepções, princípios e diretrizes estratégicas, com indicação de metas de curto, médio e longo prazos, com projeção até 2030.

Com o tema ‘Por um Brasil com gente do jeito que a gente quer’, a segunda edição da conferência se desdobra em três etapas, sendo a primeira, em nível territorial – que terá início na segunda quinzena deste mês e vai até junho próximo -, quando serão discutidas as demandas e carências de cada região e escolhidos os representantes locais.

As conferências territoriais são realizadas nos próprios territórios, quando serão debatidas questões estratégicas para o desenvolvimento sustentável que vão subsidiar a elaboração dos planos municipais e territoriais. A segunda etapa é a conferência estadual, que acontecerá em Salvador – prevista para final de agosto -, com a participação de representantes territoriais, quando serão escolhidos os delegados estaduais para a conferência nacional.

Agricultores familiares, assentados da reforma agrária, camponeses, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas, quilombolas, povos e comunidades tradicionais, mulheres, jovens, representantes do poder público e da sociedade formam o público que planeja o seu próprio desenvolvimento durante a conferência. A evento nacional é uma realização do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), em conjunto com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf), em parceria com o Governo do Estado da Bahia.