A Polícia Militar atuará com um efetivo de 1.200 PMs no BA-VI que marca a inauguração da Itaipava Arena Fonte Nova, neste domingo (7). A apresentação do esquema de segurança foi feita nesta quarta-feira (3), em uma reunião no Quartel do Comando Geral entre a Polícia Militar e os representantes das torcidas organizadas, clubes e órgãos estaduais e municipais.

O policiamento será montado às 7h de domingo e às 11h30 os portões serão abertos. Antes disso, a Companhia de Operações Especiais (COE) do Batalhão de Choque fará a varredura na parte interna do estádio, em busca de explosivos ou outros materiais. A PM intensificará as rondas nas principais vias de acesso, pontos de ônibus, estações de transbordo e entorno da arena. A Rondesp vai fazer a escolta dos dois clubes e das torcidas organizadas.

Serão instalados gradis na parte externa da arena para disciplinar e controlar o fluxo de pessoas, a fim de evitar tumultos e permitir a realização de busca pessoal, inclusive com a utilização de cães farejadores. A Polícia Militar informou que não será permitido o porte de objetos que possam colocar em risco a integridade física dos torcedores, a exemplo de mastros, latas, garrafas, fogos de artifício e sinalizadores.

Para o clássico baiano, a estrutura de policiamento será dividida em três comandos de área, coordenados por coronéis da PM. O policiamento contará com o emprego das unidades especializadas, a exemplo do Batalhão Especializado no Policiamento de Eventos (Bepe), do Batalhão de Polícia de Choque e dos esquadrões de Polícia Montada e de Motociclistas Águia.

O efetivo será reforçado ainda pelo 18º Batalhão/Centro Histórico, Centro de Aperfeiçoamento de Praças (Cefap), Batalhão de Apoio Operacional e das companhias independentes do Barbalho, Brotas e Cosme de Farias.

Mudança nos acessos

A partir do jogo de domingo, os torcedores do Bahia terão acesso pelo Portão Norte (Ladeira Fonte das Pedras) e os do Vitória ingressarão no estádio pelo Portão Sul (Dique do Tororó).