O projeto Pinte no MAM, que acontece todos os domingos no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), vai ganhar nova versão, no dia 28, e se transformar em Pinte na Reforma. Essa edição especial, coordenada pelo artista plástico Maninho, utilizará novos tipos de suporte para a produção em pintura – os tapumes necessários à reforma do museu se transformarão em uma grande tela em branco para adultos e crianças deixaram a imaginação fluir.

A atividade é aberta ao público e acontece das 15 às 18h, com entrada gratuita. No Pinte no MAM, uma tela de tecido branca é desenrolada para dar espaço à expressão artística dos participantes. A atividade, realizada há seis anos no Pátio do museu, integra as ações do Núcleo de Arte Educação.

O MAM-BA inicia neste ano o processo de reestruturação dos espaços com o objetivo de ampliar as ações do museu, a oferta das oficinas e a produção própria, além de abrigar novos eventos. O Pinte na Reforma surge como uma intervenção artística em meio a este trabalho. “A ideia é participar do processo e deixar algo para o museu”, afirma Maninho.

Depois de concluída, a pintura nos tapumes será mais uma opção de contemplação para o visitante. Mesmo com a reforma, o MAM-BA funciona normalmente, com visitação de terça e sexta, das 13 às 19h e sábados, domingos e feriados, das 14 às 19h.

Nascido em Salvador, o artista visual Maninho morou em várias cidades brasileiras, acompanhando os movimentos artísticos e culturais, com destaque para o surgimento da Tropicália, na Bahia. Em São Paulo, participou de exposições e obteve premiações em bienais.