Recursos no valor de R$ 7 milhões serão liberados pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia (Setre) para financiar projetos de apoio às redes que organizam as cadeias produtivas nos elos de consumo, comércio, produção ou serviços da economia solidária.

Os valores serão disponibilizados por meio do edital 10/2012, divididos da seguinte forma: R$ 6,5 milhões para a Modalidade A, que incluem as redes de economia solidária e comércio justo e solidário, e R$ 500 mil para a para a Modalidade B, que abrangem as redes sociais.

Por meio do programa Vida Melhor, a Setre pretende com esta ação fomentar a inclusão socioprodutiva, com a organização e ampliação de empreendimentos econômicos para satisfazer as demandas das próprias cadeias produtivas.

O financiamento está sendo concedido mediante a celebração de convênio de até 24 meses e o resumo foi publicado nesta quarta-feira (19), nas páginas 42, 43 e 44 do Diário Oficial do Estado. Foram analisadas 33 propostas, obedecendo a legislação pertinente e 18 instituições foram contempladas. A Setre, por intermédio da equipe técnica da Superintendência de Economia Solidária (Sesol), já está preparando a reedição deste edital, que deve ser lançado no primeiro trimestre de 2013.