Cerca de 300 famílias de dez comunidades quilombolas de Itacaré (a 241 quilômetros de Salvador) terão, a partir desta sexta-feira (24), mais uma alternativa de renda e comida na mesa, com a distribuição de 200 mil alevinos de tilápia. O fornecimento acontecerá a partir das 10h na prefeitura do município e contará com o acompanhamento de técnicos da Bahia Pesca, que irão orientar os pequenos piscicultores familiares sobre as aguadas apropriadas para o crescimento dos peixes e a alimentação adequada a ser fornecida em cada fase da vida da espécie.

“Os cuidados são necessários para que a taxa de sobrevivência dos peixes se mantenha em níveis aceitáveis e os alevinos alcancem um tamanho e peso ideal. O peixamento tem como objetivo aumentar a oferta de pescado nessas regiões e dar uma nova alternativa de renda para as famílias”, explica o subgerente de piscicultura da Bahia Pesca, Flávio Souza.

Equipamentos de Proteção

A Bahia Pesca vai entregar, também em Itacaré, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as marisqueiras, às 9h, na Colônia Z-18. Por volta das 13h, marisqueiras de Ilhéus da Colônia Z-19, no Pontal, também serão beneficiadas e às 16h os equipamentos serão entregues na Associação de Pescadoras e Marisqueiras do São Miguel (Apesmar). As ações integram o programa de fortalecimento e geração de renda para as famílias da área de implantação do Porto Sul.