A partir desta sexta-feira (18), as agências bancárias de Salvador terão o prazo de 15 dias para se adaptar às leis 8.025/2011 e 8.042/2011, que obrigam os bancos a aumentar a altura dos biombos de atendimento ao cliente nos caixas e a instalar câmeras de monitoramento nas áreas internas e externas dos estabelecimentos. O prazo foi estabelecido em um encontro na tarde desta quinta-feira (17) entre o secretário estadual da Segurança Pública (SSP), Maurício Teles Barbosa, e o superintendente de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom), Cláudio Silva.

Tratam-se de exigências previstas nas leis municipais publicadas em 2011, mas até então não cumpridas pelos bancos que atuam na capital baiana. Na reunião foram discutidas ações preventivas que as agências devem tomar para garantir a segurança dos clientes.

Prevenção de crimes

“A instalação dos biombos vai evitar a visualização das movimentações financeiras dos clientes junto aos caixas. Acreditamos que essa ação, juntamente com outras medidas, irá auxiliar na prevenção de crimes como o de saidinha bancária”, explicou Barbosa.

A Sucom vai atuar como parceira da SSP, fiscalizando as agências que não cumprirem as leis nos prazos estabelecidos. Segundo Cláudio Silva, os bancos que não se adaptarem às normas serão fechados. “Não é só obrigação do Estado e do Município proporcionarem segurança aos clientes. Nós temos que cobrar medidas preventivas dos bancos”, explicou o superintendente.

Ações semelhantes às discutidas na reunião entre os representantes da SSP e da Sucom já são utilizadas com sucesso em outros estados, como São Paulo, Paraná, Ceará e Pará.
Também participaram da encontro, o delegado-geral da Polícia Civil, Hélio Jorge da Paixão, o gestor da Superintendência de Inteligência da SSP, Rogério Magno, além de servidores da Sucom, responsáveis pela fiscalização.