Terminou por volta das 16h desta quarta-feira (23) o motim no Conjunto Penal Feminino de Salvador, que abriga 154 internas e está localizado no Complexo Penitenciário da Mata Escura. O movimento começou por volta das 12h e imediatamente teve início o processo de negociação, comandado pelo superintendente de Gestão Prisional da Secretaria da Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), tenente-coronel Paulo César Reis.

O motim aconteceu no dia de visitação na unidade. Um agente penitenciário e três detentas foram feitos reféns. Toda a negociação foi acompanhada pelo secretário Nestor Duarte e por equipes do Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Samu. Não houve feridos, nem uso de força policial.

O movimento foi motivado por reivindicações de melhorias na alimentação, mudanças no processo de visitação e no andamento de processos judiciais. A equipe da Seap vai avaliar o pleito das internas.