Mudança para um amplo casarão barroco-colonial de quatro pavimentos, melhorias na estrutura predial, reformas elétricas e hidrossanitárias, além de mais espaço e comodidade para o público. Esses são apenas alguns dos benefícios que os frequentadores da Biblioteca Manuel Querino – considerada a mais bem equipada do Pelourinho – terão até o final deste mês de maio.

“Vamos finalizar as obras até meados deste mês, mas depois realizaremos serviços de limpeza e acondicionamento do acervo de livros”, afirmou o diretor do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), Frederico Mendonça.

Segundo ele, a coleção bibliográfica da Manuel Querino é especializada em história da Bahia, antropologia, arquitetura, urbanismo, arte, artesanato e sociologia. “São 13 mil livros, 300 títulos de periódicos, além de monografias e recortes de jornais, itens das áreas de patrimônio, cultura e sobre o Centro Histórico de Salvador, disponíveis para usufruto gratuito do público interessado”.