Duzentos e quarenta adolescentes de 14 a 16 anos do programa Jovem Aprendiz estão sendo qualificados para trabalhar na Embasa. A aula inaugural foi realizada nesta quarta-feira (11), no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Água e Esgoto (Sindae).

A primeira etapa do curso de formação consiste em aulas teóricas com duração de três meses. Os estudantes aprendem noção de informática, atendimento, auxiliar administrativo, aspectos legais, e conhecem a estrutura da empresa.

De acordo com a analista de Recursos Humanos da Embasa, Silvana Curvello, após a preparação teórica, os adolescentes são encaminhados às unidades administrativas em que vão atuar. Eles vão colocar em prática tudo que aprenderam em sala de aula.

Os jovens começam a trabalhar no dia 25 de julho em uma das unidades da empresa situadas em Salvador, como Boca do Rio, Cabula, Rio Vermelho, Federação, Pirajá e Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Alice Dantas, 15 anos, disse que espera com ansiedade o início das suas atividades na Embasa. “Este é o meu primeiro estágio e uma grande oportunidade para eu adquirir experiência profissional e assim ser reconhecida no mercado de trabalho”.

O Jovem Aprendiz é uma iniciativa das Voluntárias Sociais da Bahia, em parceria com a Superintendência Regional do Trabalho, Secretaria Estadual da Administração e órgãos públicos do Estado. O objetivo é oferecer melhores condições para inclusão dos jovens no mercado de trabalho, não só qualificando como também fazendo a seleção e o encaminhamento para as entidades parceiras.

Segundo a coordenadora do programa, Rita Rios, os jovens passam por seleção pública e os aprovados são encaminhados para o curso de formação e para trabalhar em um órgão estadual. Os selecionados têm todos os direitos trabalhistas garantidos já no primeiro dia do curso de formação. Eles recebem dois terços do salário mínimo, vale-lanche e plano de saúde.

Currículo no banco de dados do SineBahia

O contrato desses adolescentes é de dois anos. Depois da experiência, o currículo é inserido no banco de dados do Sistema de Intermediação para o Trabalho (SineBahia).

Além do Jovem Aprendiz, as Voluntárias Sociais promovem mais dois programas de encaminhamento ao mercado de trabalho, o Mais Futuro e o Jovem Cidadão, para a faixa de 18 a 24 anos. Desde que foram criados, em 2008, esses programas já beneficiaram mais de dois mil jovens.