A paratleta baiana Verônica Almeida, primeira mulher a ganhar uma medalha na natação nos Jogos Paraolímpicos de Pequim na prova dos 50 metros borboleta, vai poder se preparar para disputar, em agosto, as Paraolimpíadas de Londres. Nesta terça-feira (3), ela oficializou parceria com a Petrobahia S/A, através do programa estadual FazAtleta, e mantém em alta o sonho de participar de uma nova paraolímpíada.

Recebida pelo secretário do Trabalho e Esporte, Nilton Vasconcelos, Verônica Almeida, que estava acompanhada por Luiz Gonzaga do Amaral Andrade, diretor da Petrobahia S/A, disse estar muito feliz pelo Governo do Estado lhe proporcionar uma nova oportunidade de participar das Paraolimpíadas. "Vou fazer de tudo para conquistar uma nova medalha e dar uma reposta bastante positiva ao investimento que a Petrobahia está fazendo na minha carreira".

O secretário Nilton Vasconcelos lembrou que o governo do Estado já investiu, nesta administração, quase R$ 20 milhões no esporte amador da Bahia para atender aos projetos certificados pelo Programa Estadual de Incentivo ao Esporte Amador Olímpico e Para-olímpico – FazAtleta, instituído pela lei Estadual nº 7539, de 24 de novembro de 1999.

Luiz Gonzaga informou que pretende aproveitar da boa imagem de Verônica Almeida, como mulher vencedora, para realizar palestras educativas nas regiões do estado onde a sua empresa mantém negócios.

Portadora da síndrome de Ehlos Danlos, doença progressiva e degenerativa que a levou à cadeira de rodas, Verônica Almeida, já tem planos de treinamento definidos com o seu novo treinador Rogério Arapiraca: viaja para o México, onde ficará por 22 dias, no Centro de Treinamento La Loma. No retorno, participa do Campeonato Brasileiro Paraolímpico e, posteriormente, de uma prova em Berlim, na Alemanha.

Convocação 

A sonhada convocação de Verônica Almeida para a Seleção Brasileira Paraolímpica está prevista para 20 de junho. "Eu já tenho índices para viajar, mas dependo do número de vagas que a equipe brasileira terá direito", inforama a campeã, que disputa provas na categoria S-7.

O programa FazAtleta concede abatimento no imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias – ICMS, às empresas que apoiam financeiramente projetos esportivos e beneficiam, entre outros nomes, Allan do Carmo (maratonista aquático), Thiago Pombo (triatleta) e Laelson Santana (atletismo).