Os estudantes que participam do Programa de Iniciação Científica (Picin) da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) estão tendo um estímulo a mais para desenvolver suas atividades de pesquisa. O valor da bolsa-auxílio foi atualizado, desde o dia 27 de março, para R$ 360, o que se iguala ao valor pago por agências federais.

O número de vagas permanece o mesmo (120), mas os rendimentos aumentaram em 20%, se comparados aos R$ 300 anteriores. A mudança tem efeito retroativo ao mês de fevereiro deste ano, como prevê a resolução publicada no Diário Oficial do Estado.

Atualmente a Uneb oferece 364 bolsas para ações de iniciação científica dentro da universidade, número que supera em 43% o quantitativo (254 bolsas) oferecido há quatro anos.

A universidade disponibiliza para seus estudantes bolsas do Picin, do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do programa de IC da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), além das vagas para o programa Ciência sem Fronteiras (CsF), coordenado pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC).