Mulheres da comunidade do Batatan, no município de Maragojipe, melhoram sua qualidade de vida com a venda de produtos não agrícolas. Por meio de um convênio entre a associação local e a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), da Secretaria da Agricultura (Seagri), em março do ano passado, a comunidade ganhou oito máquinas de costura, e logo as agricultoras começaram a frequentar os cursos coordenados por técnicos da EBDA.

De acordo com o presidente da Associação da Comunidade do Batatan, Bartolomeu Pereira Santana, o convênio possibilitou a realização dos cursos, que por sua vez promovem o desenvolvimento das famílias rurais, além da inclusão produtiva de mulheres e jovens no campo.

“Elas aprendem a confeccionar capa de liquidificador, forro para garrafão de água e botijão de gás, almofada, capa para sofá, bolsa, entre outros produtos. Os cursos têm duração de dez meses e estamos na segunda turma, o que prova que estão sendo um sucesso”, disse Santana.