Em reunião realizada no auditório da Casa Civil do Governo do Estado da Bahia, na tarde de quinta-feira (15), o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) retomou as atividades do Observatório da Equidade Social da Bahia, que começou a ser estruturado em 2010 com a finalidade de buscar novos indicadores para resignificar o conceito de desenvolvimento e novas maneiras de aferir o impacto das políticas públicas junto à sociedade. Durante o encontro, foi debatida a criação da Câmara Temática do Observatório que será integrada por entidades e órgãos públicos e privados.

Além do Codes, a composição da câmara terá a participação das secretarias estaduais do Meio Ambiente (Sema), de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), da Segurança Pública (SSP), da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), Superintendência de Estudos e Pesquisas Econômicas (SEI), Conselho Estadual da Juventude (Cejuve), Departamento Intersindical de Estudos Sócio-Econômicos (Dieese) e Universidade Salvador (Unifacs).

A oficialização da implantação da Câmara Temática do Observatório deve acontecer na próxima reunião, que definirá o funcionamento do Observatório da Equidade Social da Bahia. O evento está marcado para o dia 11 de abril, quando também será elaborado um cronograma de atividades do órgão.

Participaram da reunião da última quinta-feira representantes da SEI, da Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia (Seplan), do Cejuve, da Casa Civil, da Governadoria e da Associação Rede de Profissionais Solidários.