O Fórum de Pensamento Crítico traz artistas e pesquisadores para a mesa Artes e Cidades, a ser realizada na terça-feira (20), às 18h30, no auditório do Conselho Estadual de Cultura.

Para o artista plástico Almandrade, que estará presente na discussão, um dos papéis da arte está na reversão do que ele classifica como barbárie da paisagem urbana. “A arte está cedendo espaço para as ocupações da vida urbana. É preciso uma política para o espaço, um planejamento da cidade que repense o lugar da arte e, também, que repense a própria cidade, que não deve ser vista como um depósito de prédio, empregados e desempregados, mas também como um lugar de encontros e devaneios”.

Além de Almandrade, a mesa do segundo encontro do fórum contará com a participação do artista visual Cristiano Piton e do professor da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Washington Drummond. O evento será mediado pelo diretor de artes da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), Alexandre Molina. Após explanação dos convidados, o público poderá intervir com perguntas e colocações.

O fórum visa estimular debates sobre temas culturais por meio do olhar da cidade, visto que o Brasil é um país de ampla urbanização. Além disso, por ser ano de eleições municipais, o evento busca agitar a agenda política, chamando a atenção para o campo cultural.

O Fórum do Pensamento Crítico é realizado pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult) em parceria com a Secretaria de Planejamento (Seplan). Com o intuito de debater questões referentes a culturas e cidades, o evento ocorre mensalmente até o final do ano. Também estão previstos encontros em cidades do interior do estado.