O estacionamento da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), na região do Iguatemi, que era cheio de carros recuperados pela polícia, está liberado para uso dos funcionários e pela população que se dirige à unidade. Nesta sexta-feira (7) foi concluída a transferência dos automóveis apreendidos, que superlotavam o espaço, para o novo pátio de veículos construído pela Polícia Civil, ao lado da 8ª Delegacia, na área do Centro Industrial de Aratu.

Criado em setembro de 2010, o pátio tem capacidade para 600 veículos e foi um das prioridades da Secretaria de Segurança Pública (SSP) para esvaziar o estacionamento da DRFRV. Em novembro do ano passado, o delegado-geral, Joselito Bispo, determinou a formação de uma comissão para acelerar o remanejamento dos automóveis, e um cronograma foi estabelecido e fiscalizado pela Polícia Civil.

O delegado-adjunto da DRFRV, Augusto Eustáquio, foi designado para criar e presidir a comissão. “Estávamos com o nosso estacionamento e os espaços adjacentes ocupados por 150 veículos, comprometendo as calçadas, a entrada de caminhões reboques e a nossa própria circulação”. De acordo com ele, foi feito um trabalho intenso, com mutirões unindo proprietários e seguradoras, para desafogar a área.

Segundo Joselito Bispo, a remoção dos automóveis apreendidos para o pátio de veículos consistiu na primeira parte de um projeto que tem, como base, um novo sistema de apreensão e devolução de carros. “Estamos organizando e trabalhando para, este ano, fazer a entrega dos veículos recuperados em domicílio, eliminando os entraves burocráticos que atrapalham o cidadão, sem comprometer a parte investigativa para elucidar quem furtou ou roubou determinado automóvel”.

O delegado-geral acrescentou que as mudanças otimizarão o trabalho da polícia e darão comodidade à população, resultando também na melhoria do serviço prestado. “Temos que atender bem o nosso principal cliente, o cidadão”, enfatizou.