Turistas e baianos presentes na Lavagem do Bonfim deste ano, que acontece nesta quinta-feira (13), contarão com 2.474 policiais militares e mais 58 policiais civis, garantindo a segurança em todo o percurso do cortejo. O efetivo da PM será distribuído estrategicamente em seis subáreas, entre a avenida Contorno e a Colina Sagrada, além de 44 pontos de interdição de tráfego de veículos.

A Lavagem do Bonfim terá ainda 190 bombeiros, distribuídos em patrulhas de socorrismo apoiadas por guarnições do Salvar, equipes de busca e salvamento em situações de sinistro e calamidade, atendimento pré-hospitalar, prevenção e combate a incêndios.

Dentre as atuações da PM durante o evento, destacam-se as abordagens preventivas e as ações contra o porte ilegal de armas e o tráfico de drogas, principalmente nas barreiras que regulam o acesso de veículos e pedestres ao circuito.

Os trabalhos da Polícia Militar começaram segunda (10), no apoio à montagem das estruturas, em rondas preventivas ao longo do trajeto, prosseguindo com o ordenamento das entidades na avenida Contorno, e vão até a desmontagem das barracas, na próxima segunda-feira (17).

Polícia Civil

O grupo da Polícia Civil vai atuar ao longo do trajeto de oito quilômetros, em meio à multidão, e em dois postos policiais instalados ao lado da Igreja da Conceição da Praia e na Baixa do Bonfim.

Segundo o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (Depor), delegado Ruy da Paz, agentes, escrivães e delegados trabalharão em regime de plantão: o primeiro das 8h às 20h de quinta, e o segundo das 20h do dia 13 às 8h de sexta-feira (14).

Os efetivos das 1ª e 3ª Delegacias (Barris e Bonfim), que já atuam em áreas do circuito da festa, estarão trabalhando normalmente. Um carro presídio ficará disponível para deslocamento de pessoas que forem detidas e precisem ser levadas às unidades policiais.

Publicada às 13h50
Atualizada às 17h