O secretário estadual da Agricultura, Eduardo Salles, está seguindo para a República Popular da China em viagem de trabalho, em parceria com o Ministério da Agricultura (Mapa). O objetivo da missão é apresentar ao governo daquele país a documentação comprobatória de que a Bahia é estado livre do Mofo Azul, enfermidade que afeta a cultura do fumo.

Na próxima quarta-feira (26), o secretário reúne-se com representantes do governo chinês para negociar a exportação do charuto fabricado no recôncavo baiano.

Eduardo Salles lembra que a Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado da Bahia (Seagri) e o Ministério da Agricultura têm o objetivo de resolver questões de preponderante importância econômica e social para o Recôncavo da Bahia, gerando empregos e renda para a região.

A China é o maior importador de charutos do mundo. A Seagri e o Mapa querem abrir este mercado para os produtos fabricados no Recôncavo baiano, cuja região enfrenta o desemprego, decorrente do fechamento de fábricas do produto, por causa das dificuldades de mercado.

O secretário Eduardo Salles também vai renovar com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) o contrato para a manutenção do Escritório da Agropecuária da Bahia em Pequim, onde já funciona o escritório da Copa 2014 em Salvador, e finalizar os preparativos para a exportação do primeiro lote de produtos da agricultura familiar baiana para a China.