O Programa Pelourinho Cultural recebeu 168 propostas de atrações para os festejos carnavalescos deste ano, a serem promovidos entre os dias 03 e 08 de março próximo. O número de inscritos configura um crescimento de 12% em relação ao ano passado, quando foram recebidas 150 propostas.

A inscrição de propostas, encerada no mês de dezembro passado, visa a seleção dos projetos que irão integrar a programação artística do Carnaval de 2011 no Centro Histórico de Salvador (CHS). O resultado da seleção será divulgado em fevereiro de 2011.

Os projetos e artistas selecionados vão se apresentar nos largos Tereza Batista, Pedro Archanjo e Quincas Berro D’Água, do Pelourinho e na Praça do Reggae. Estão previstas duas atrações por noite, distribuídas por todo o Centro Histórico, contabilizando um total de 50 shows ao final dos cinco dias de folia.

Magia do local 

Uma das principais atrações da festa em 2010, o cantor Luiz Caldas lembra que o Carnaval do Pelourinho, também denominado de Circuito Batatinha, tem conseguido, ao longo dos últimos anos, se destacar na cena carnavalesca de Salvador e é, para ele, o mais agradável dos circuitos. “A magia do local começa no legado cultural de arquitetura colonial. Num toque de mágica, essa magia chega às pessoas, que brincam ao sabor da diversidade e sem nenhum tipo de violência. Reina a paz! O Pelô é o local da convergência das manifestações ancestrais, que dão sentido ao festejo de momo”.

Em 2010, os sucessos do Carnaval no Centro Histórico de Salvador foram registrados no CD “Carnaval do Pelô – Corredor Midiático”, onde estão retratados os ambientes sonoros do Terreiro de Jesus. Iniciativa da Secretaria da Cultura do Estado da Bahia (Secult), o lançamento proporcionou um resgate da memória musical brasileira a partir de registros da sonoridade das festas populares da Bahia, apresentando um recorte da expressão artística dos baianos.

Sons e ritmos 

A cantora Márcia Castro, que no Carnaval 2010 participou da Varanda do Glauber e do Trio Guetto Tech, concorre pela primeira vez na seleção realizada pelo Pelourinho Cultural e fala de expectativa em participar do festejo no Centro Histórico de Salvador em 2011. “Espero mostrar as misturas de sons e ritmos da música contemporânea brasileira e baiana, produzindo uma música alegre, de dança, de Carnaval. Penso que deve existir essa relação de mistura entre a estética da festa e dos novos estilos presentes nela, somando linguagens e, assim, mostrando ao público que tudo pode ser possível”. No seu projeto, a artista propõe uma homenagem a Moraes Moreira e aos Novos Baianos, além de canções da década de 70 e 80 que iniciaram o movimento do axé music.

A cantora Juliana Ribeiro, que também participou da folia no ano passado, lembra que o carnaval no Pelourinho vem crescendo em espaço e visibilidade, e que os largos e ruas do Centro Histórico de Salvador possibilitam reviver a alegria dos antigos carnavais. “Participar do carnaval do Pelourinho Cultural é uma alegria imensa. A diversidade, o clima brincante, as fantasias e a música de qualidade se tornaram a marca deste circuito. Sinto-me realizada como artista e sei que meu público adora o carnaval do Pelourinho, é um casamento perfeito.” Ela propôs para o carnaval 2011 uma viagem pela historia do samba e suas matrizes.