LOCAL: Governadoria, Centro Administrativo da Bahia (CAB).
DATA: 01.12.10 (quarta-feira)
HORÁRIO: 9h30

O QUE É: assinatura de protocolo de intenções entre o Governo do Estado e a empresa espanhola Gamesa para implantação de uma fábrica de turbinas eólicas em Camaçari.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

PROTOCOLO: prevê a implantação de uma unidade industrial que produzirá três modelos de aerogeradores, capazes de gerar 200 megawatts de energia por ano, para atender os mercados interno (60%) e externo (40%), principalmente Argentina, Chile e Uruguai. Com estimativas de investimentos de R$ 100 milhões e geração de 100 novos empregos diretos, a planta deverá entrar em operação em 2011. O faturamento anual estimado é de R$ 500 milhões. Em contrapartida, o Estado concederá o diferimento do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre as aquisições no exterior de máquinas e equipamentos necessários à produção e destinados a integrar o ativo fixo da empresa.

OUTROS INVESTIMENTOS: a Gamesa é mais uma empresa de grande porte que trabalha com energia eólica firmando protocolo de intenções com a Bahia. Já manifestaram a disposição de investir no estado 17 empresas ligadas ao setor, representando inversões de mais de R$ 20 bilhões, com perspectiva de geração de 1,6 mil novos empregos. Isso se dá não só pela vocação natural do estado, mas também pela infraestrutura para o atendimento ao empresário. Efetivamente, cinco empresas estão em fase de implantação, representando investimentos superiores a R$ 3 bilhões. Uma delas é a francesa Alstom, cuja fábrica entrará em operação no primeiro semestre de 2011 e será dedicada à montagem de aerogeradores, com capacidade instalada de 300 megawatts/ano e investimentos de R$ 50 milhões. Além de reduzir nossa importação de energia, a produção da eólica vai contribuir para o ressurgimento do nosso parque metalúrgico.

ENERGIA EÓLICA: além de investimentos na indústria, a Bahia também possui vocação para se posicionar entre os maiores produtores nacionais de energia elétrica a partir de fonte eólica, pois conta com cerca de 20 mil megawatts em projetos sendo pesquisados e desenvolvidos. Nos últimos dois anos, a Bahia vendeu 34 projetos de eólica em leilões de energia, ofertando uma potência de mais de 900 megawatts de parques que deverão operar a partir de 2012.

ABRANGÊNCIA: mais de 40 municípios baianos estão diretamente ligados às atividades de energia eólica, sejam com parques em construção, projetos em fase de prospecção ou áreas industriais localizadas nos municípios de Camaçari, Candeias, Ilhéus e Salvador que se preparam para receber e fornecer os equipamentos para os parques.

GAMESA: líder mundial na produção e instalação de turbinas eólicas, com fábricas na China, Estados Unidos, Índia e Europa, a empresa faturou no ano passado 3,2 bilhões de euros. Ela está envolvida em grandes projetos de construções de parques eólicos por todo o mundo e é responsável pela operação de parques eólicos, em diferentes estágios de desenvolvimento, na Europa, América e Ásia.