A Corte Celestial, como o pernambucano Abelardo Rodrigues chamava a sua coleção de arte sacra – a terceira maior desse gênero no Brasil e a maior coleção particular do país -, será apresentada ao público com nova expografia a partir desta quinta (25), às 19h, no Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho).

A exposição de longa-duração "As Imagens da Fé – Coleção Museu Abelardo Rodrigues" apresenta cerca de 800 peças da coleção adquirida pelo Estado da Bahia após disputa com o governo de Pernambuco, em 1975. Agora, toda a riqueza e a diversidade do acervo que expressa a religiosidade e a fé do povo brasileiro está à disposição do público, ao lado das outras coleções expostas no Centro Cultural Solar Ferrão, que consolida-se como o principal centro cultural do Pelourinho e o maior complexo expositivo da cidade.

Na mostra realizada pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac), unidade da Secretaria de Cultura da Bahia, o público poderá conhecer os crucifixos, oratórios, maquinetas, imagens, pinturas e fragmentos de talha adquiridos pelo colecionador Abelardo Rodrigues ao longo de sua vida. Seu gosto apurado e sua paixão pelas imagens religiosas cristãs o fizeram compor uma das coleções de arte sacra mais prestigiadas do país.

Serviço
O quê: Exposição “As Imagens da Fé – Coleção Museu Abelardo Rodrigues”
Onde: Museu Abelardo Rodrigues – Centro Cultural Solar Ferrão (Rua Gregório de Mattos, 45, Pelourinho). Tel (71) 3117-6357
Quando: Abertura no dia 25 de novembro (quinta-feira). Exposição de longa duração. Visitação: terça a sexta, das 10 às 18h. Fins de semana e feriados, das 13h às 17h.
Entrada gratuita
Realização: Dimus/Ipac