Uma parceria da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) com a ONG Cooperação para o Desenvolvimento e Moradia Humana (CDM), o projeto Educar para Construir já capacitou para o mercado de trabalho cerca de 800 jovens pertencentes a famílias em situação de vulnerabilidade social.

Também em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil da Bahia (Sinduscon/BA) e empresas do setor da construção civil para o encaminhamento dos alunos ao mercado de trabalho, desde 2007, cerca de 75% dos jovens formados foram empregados.

Na terça-feira (16), a secretária de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Arany Santana, visitou o projeto. Ela percorreu o canteiro de obras, conhecendo o trabalho dos alunos e outras salas onde aconteciam as aulas teóricas. O Educar para Construir está em execução desde 2007, no Centro de Desenvolvimento Profissional (Cedep), no subúrbio ferroviário de Salvador.

“Estou impressionada com o trabalho realizado aqui e com o nível de interesse desses alunos pela aprendizagem da construção civil”, afirmou Arany. Segundo ela, o diferencial desse governo está em investir, de forma concreta, na qualificação profissional dos jovens. “Eles entram neste projeto com a certeza de que serão contratados. Como é muito grande a demanda das empresas do setor, elas já estão esperando por eles”.

O curso é reconhecido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para capacitar jovens aprendizes conforme a Lei de Aprendizagem, que prevê que a empresa contrate uma cota de aprendizes conforme o número de funcionários. Da meta de 500 jovens, 400 já estão matriculados nos cursos, e desses, 270 (68%) já estão com a carteira assinada como aprendiz em empresas do setor da construção civil.

Nessas turmas, os jovens estão tendo aulas teóricas e práticas para atuar como ajudante prático de pedreiro, pintor, encanador, eletricista, carpinteiro e almoxarife. E 150 alunos serão formados como agentes multiplicadores esportivos, tendo passado pelas disciplinas Práticas Esportivas, Formação Humana, Português e Matemática.