As abordagens a motociclistas nas regiões onde se concentram agências bancárias continuam em Salvador. Nesta segunda-feira (12), a ação foi realizada no Iguatemi, Pituba, Itaigara e Centro para combater a ‘saidinha bancária’. Para intensificar a operação, foram utilizadas 70 motos do Esquadrão Águia da Polícia Militar, que atuam em pontos fixos ou por meio de sistemas itinerantes, dando mais agilidade ao trabalho da PM.

O comandante do Esquadrão Águia, major Fernando Azevedo, afirmou que durante as blitze são parados os motociclistas com características consideradas suspeitas, como acompanhado de um passageiro que esteja usando mochila ou blusão e com a placa da moto dobrada ou com selo rompido.

São feitas buscas em todos os pertences da pessoa abordada. O condutor aparentemente desacompanhado que estiver próximo a algum banco também é abordado. A fiscalização às áreas comerciais e bancárias tem sido incisiva. O objetivo é inibir a ação de bandidos que agem nessas áreas, principalmente com as ‘saidinhas bancárias’.

O motociclista Dioclécio Oliveira, 40 anos, um dos abordados no Iguatemi, aprovou a ação e disse que dessa maneira os maus motociclistas serão retirados das ruas. “Quando passo de moto nas ruas, as pessoas já me olham com medo. Ficam apreensivas. Tudo porque bandidos utilizam as motos para roubar e até matar. Esta é uma ação importante porque também tira a má impressão que a sociedade tem dos motociclistas e, além disso, garante a nossa segurança”, afirmou.

A operação desta segunda-feira faz parte do Plano de Proteção ao Cidadão, lançado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) na semana passada, inicialmente, em Salvador e região metropolitana, Vitória da Conquista, Itabuna, Feira de Santana e Porto Seguro. O plano, sem prazo para se encerrar, realiza ações qualificadas no combate ao tráfico, apreensão de armas, roubos a ônibus e ‘saidinhas bancárias’.

Cerca de 200 homens das polícias Militar, Civil e Técnica estão mobilizados para o cumprimento do plano, que tem como meta aumentar em 20% as abordagens a veículos, motos, coletivos, bares e boates.

Publicada às 13h45
Atualizada às 14h15