O tempo deverá permanecer instável em decorrência da umidade que chega do mar, neste final de semana, em Salvador e região metropolitana, segundo informações do Centro Estadual de Meteorologia da Bahia (Cemba/Ingá). A previsão para essas áreas é de céu nublado a parcialmente nublado, com chuvas fracas, podendo ocorrer também chuvas com intensidade moderada em alguns momentos.

A condição de tempo também se aplica para as regiões do Recôncavo, nordeste e sul da Bahia, que terão temperaturas oscilando entre 17°C (mínima) e 28°C (máximas). Nas regiões norte, sudoeste e Chapada Diamantina, onde o céu se manterá parcialmente nublado e com possibilidade de ocorrências de chuvas fracas, as temperaturas típicas da estação de inverno deverão variar de 13°C (mínimas) a 26°C (máximas).

O deslocamento de um sistema frontal (encontro de massas de ar com propriedades distintas) sobre a região Sudeste do país deverá amenizar a situação de baixa umidade do ar no interior do Brasil Central e parte do Nordeste. Mas o sol ainda predominará e a umidade do ar estará baixa (em torno de 40%) no período da tarde, enquanto que as temperaturas deverão variar entre 17°C (mínimas) e 31°C (máximas) nas regiões do São Francisco e oeste baiano.

mapa

Tendência para segunda-feira
As águas com temperaturas ligeiramente mais elevadas do que o normal, próximas ao litoral baiano, favorecem o aumento da umidade do ar nessas áreas. A umidade que é transportada pelos ventos em direção ao continente favorece o aumento da nebulosidade no setor centro-leste da Bahia. Com isso, a tendência para a próxima segunda-feira (12) é que o céu permaneça encoberto e com chuvas fracas a qualquer hora do dia. No setor centro-oeste, o tempo seguirá com poucas nuvens e sem chuvas.

Maré 
De sexta a segunda-feira (9 a 12), a maré alta deve oscilar entre 1,9 e 2,5 metros de altura, com seus máximos ocorrendo em torno das 3h e das 15h. A maré baixa com valores oscilando entre 0,0 e 0,5 deverá ocorrer por volta das 8h30 e 20h30. As ondas terão agitação fraca e moderada com altura máxima de até 2 metros.

Índice de Radiação Ultravioleta
A estação do inverno no Hemisfério Sul, além de apresentar declínio nas temperaturas também tem como característica a redução na incidência de radiação solar, e consequentemente, baixa intensidade da radiação ultravioleta. No Nordeste brasileiro, por estar situado em uma área equatorial, diferenças entre as estações do ano são pouco percebidas. Nesse sentido, a intensidade da incidência dessa radiação não varia significativamente no decorrer do ano.

Para este final de semana estão previstos Índices de Radiação Ultravioleta (IUVs) variando entre seis e oito para a Bahia. Os valores fazem parte das categorias Alta e Muito Alta, que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), exige cuidados com o tempo de exposição ao sol, o uso de protetor/filtro solar, bonés, óculos escuros e roupas leves que são necessários para prevenir danos à pele e aos olhos.