Temas como acesso à água, qualidade da alimentação escolar e educação contextualizada serão discutidos em Salvador, com a presença de educadores de 13 municípios do semiárido baiano. O encontro, que acontece terça e quarta-feira (13 e 14), faz parte do projeto Cisternas nas Escolas, desenvolvido pelo Centro de Assessoria do Assuruá (CAA), Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e governo federal.

O Cisternas nas Escolas é uma ação pioneira na Bahia e tem beneficiado cerca de quatro mil pessoas, através de iniciativas como a construção de cisternas e hortas em comunidades escolares. A ideia é envolver os professores das 43 escolas beneficiadas no desafio de construir uma educação contextualizada para a convivência com o semiárido, valorizando a realidade, a cultura e a diversidade da região.