Wellington Borges dos Santos, o “Neguinho”, 30 anos, é apontado pela polícia como o assaltante que assassinou a tiros, na tarde de terça-feira (15), o motorista de ônibus Pedro Jorge Santos, 36 anos, em Itinga, município de Lauro de Freitas. O delegado titular da 27ª Delegacia, Jacinto Alberto Correia da Silva, já solicitou a prisão temporária de Wellington à juíza Patrícia Sobral, titular da Vara Crime de Lauro de Freitas.

O latrocínio aconteceu às 14h30, após Wellington Borges, armado com um revólver, ter saqueado passageiros e o cobrador de um ônibus da empresa BTU, subtraindo dele R$ 52. O motorista do coletivo resistiu em entregar o seu aparelho celular ao assaltante, que acabou alvejando-o com um tiro no peito. Pedro Jorge chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

No final da tarde, investigadores da 27ª CP localizaram no Parque São Paulo, em Itinga, um irmão de Wellington, identificado como Cláudio Borges dos Santos, 34 anos, que conta com passagem pela polícia. Ouvido pelo delegado Jacinto Alberto, ele declarou que por volta de 16h, o latrocida esteve na residência da família, aparentemente drogado, e com uma garrafa de vinho nas mãos.

Cláudio Borges informou ainda que Wellington, ao perceber a movimentação de viaturas policiais nas imediações da residência, decidiu fugir. Investigadores do GERRC (Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos) estão apoiando a equipe da 27ª CP nas buscas a Wellington Borges dos Santos. Ele já passou pelo GERRC e esteve recolhido no Presídio de Salvador.