LOCAL: município de Valença, no território de identidade Baixo Sul, a 255 quilômetros de Salvador.
DATA: 02.06.10 (quarta-feira)
HORÁRIO: 9h30

O QUE É: assinatura de convênio para a reforma do pronto atendimento do Hospital Doutor Heitor Guedes de Mello, da Santa Casa de Misericórdia de Valença.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

CONVÊNIO: será firmado entre o Estado e a Santa Casa de Misericórdia de Valença. O governo repassará R$ 334,4 mil à entidade, que, por sua vez, alocará a importância de R$ 83,6 mil a título de contrapartida.

HOSPITAL: é referência em alta complexidade nas áreas de oftalmologia, tomografia e desintometria, para todos os municípios que compõe a região do Baixo Sul. Possui 231 leitos e realiza por mês uma média de 270 procedimentos cirúrgicos, 300 partos e 960 internações.

SAÚDE: melhorar a infraestrutura de saúde, por meio do aumento da oferta de serviços na rede pública, da ampliação dos procedimentos médicos de alta complexidade e, sobretudo, da humanização do atendimento, foi uma prioridade estabelecida pelo Governo da Bahia. Entre as ações para reestruturar o setor nos últimos três anos estão:

• Construção de dois novos hospitais que serão inaugurados ainda este ano: o do Subúrbio, em Salvador, e o da Criança, em Feira de Santana. Ainda tem o Hospital da Chapada, cuja ordem de serviço da primeira etapa será assinada essa semana.

• Entrega de três hospitais regionais: o de Irecê foi recuperado, ampliados e adequados para o atendimento de alta complexidade, o de Juazeiro foi construído, e o de Santo Antônio de Jesus teve suas obras concluídas e foi totalmente equipado, também com esse perfil assistencial.

• Realização de intervenções como reforma, ampliação e/ou criação de novos serviços em outras 29 unidades hospitalares.

• Execução da estratégia Saúde em Movimento, que já levou serviços oftalmológicos, na forma de mutirão, para mais de 160 mil baianos, de diversas regiões do estado.

• Ampliação da cobertura do Serviço Móvel de Urgência (Samu-192) de 37,93% para 57,5% da população do estado, beneficiando cerca de 8,1 milhões de baianos, de 334 municípios.

• As 14 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) aprovadas pelo Ministério da Saúde que serão implantadas no estado. As obras das primeiras quatro unidades (em Salvador, Feira de Santana, Itabuna e Barreiras) começarão em breve.

• Alocação de equipes de neurocirurgia, antes restritas a Salvador e Itabuna, para Barreiras, Feira de Santana, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista e Ilhéus.

• Contratação de serviços de média complexidade em 353 municípios.

• Entrega de mais de 350 unidades do Programa Saúde da Família.

• Implantação do programa de Internação Domiciliar em dez hospitais de seis municípios.

• Implantação do programa Medicamento em Casa em 13 municípios.

• Estabelecimento de diálogo com os municípios para propor e decidir melhorias no atendimento à população.

• Realização de seleções públicas para admissão de médicos.

• Adequação e reforma do Hospital Especializado Octávio Mangabeira para atendimento aos pacientes com suspeita da gripe influenza H1N1.

• Negociação com o governo federal para liberação dos recursos para aquisição de 1,5 milhão de doses da vacina contra meningite meningocócica.

• No combate a dengue: assessoramento permanente aos 417 municípios, capacitação de dois mil profissionais das Diretorias Regionais de Saúde (Dires) e unidades hospitalares, aquisição de 165 veículos para as 31 Dires, além de 500 máquinas portáteis para aplicação de inseticida, em 77 municípios.

• Regularização das atividades dos agentes comunitários de saúde e apoio aos municípios para realização de seleção de pública para contratação de novos profissionais.

• Implantação de 58 núcleos de Apoio à Saúde da Família em 40 municípios, garantindo a presença de fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, pediatras, farmacêuticos e outros importantes profissionais no suporte às equipes de Saúde da Família.

• Ampliação da rede de Farmácia Popular (segunda maior do país), com 26 unidades em funcionamento, sendo10 capital e 16 no interior.

• Implantação dos Centros Regionais de Referência em Saúde do Trabalhador de Jacobina e Juazeiro.

VALENÇA: com extensão territorial de 1.190 quilômetros quadrados, sua população está estimada em 89.597 habitantes. O município é o principal produtor de mariscos da Bahia. A cidade foi emancipada em 1849 e atualmente a prefeitura é comandada por Ramiro José de Queiroz.