Após realizar 25 etapas preparatórias (24 territoriais e uma estadual), a Bahia participa a partir desta quarta-feira (16) até sexta, em Brasília, da 2ª Conferência Nacional de Economia Solidária (Conaes).

Com 100 representantes (50 do movimento de economia solidária, 25 do poder público e 25 das incubadoras), o estado é o terceiro em número de delegados, ficando atrás apenas do Rio Grande do Sul (168) e de São Paulo (124). Uma das propostas defendidas pela Bahia é a criação de uma política e de um sistema nacional de economia solidária.