A Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) iniciou, nesta quarta-feira (2), na Escola Estadual Azevedo Fernandes, no Pelourinho, o projeto piloto “NUDH na Escola”. O objetivo é disseminar e esclarecer conceitos de direitos a crianças e adolescentes, incentivando a prática do protagonismo juvenil nessa área.

A assistente social do NUDH, Alice Barbara de Alburquerque, esclareceu que a ideia “nasceu da necessidade de proporcionar às crianças e aos adolescentes, o conhecimento dos conceitos e a discussão de temas relacionados aos direitos humanos como questões de gênero e etnia, drogas, violência e homofobia”.

A proposta é criar condições para que possam refletir e fazer link entre acontecimentos sociais, incluindo o cotidiano dos mesmos a partir das temáticas oferecidas.

As ações serão realizadas por meio de uma metodologia dinâmica, que envolve palestras, sensibilizações e atividades lúdicas como forma de facilitar a contextualização dos temas e a apropriação dos conteúdos, trabalhados durante todo o semestre, nas séries iniciais do Ensino Fundamental.

Todos os trabalhos realizados pelos alunos no decorrer do projeto serão apresentados na Semana de Direitos Humanos, organizada pela SJCDH, no mês de dezembro, em comemoração ao aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.