Concebido como uma ampla infraestrutura de comunicação por uma rede de alto desempenho, com suporte para serviços de internet banda larga, intranet e aplicações corporativas, o Programa Cidade Digital despertou o interesse das Prefeituras do Território Portal do Sertão. Nove prefeitos dos municípios da região e representantes de outras prefeituras locais discutiram o assunto com o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Eduardo Ramos.

Em uma iniciativa pioneira no Estado, os prefeitos acabaram de criar o Consórcio do Território Portal do Sertão, um instrumento para a execução de políticas públicas de interesse comum de seus municípios, sobretudo na área de infraestrutura e saneamento básico e, agora, de ciência e tecnologia. Trata-se de um movimento suprapartidário em busca do bom desempenho do serviço público municipal, com o auxílio do Governo do Estado.

Recebidos em audiência no gabinete do secretário, os prefeitos manifestaram o desejo de contar com o Cidade Digital, uma rede para ferramentas como VoIP, videoconferências e até mesmo aplicações em telemedicina. O secretário Eduardo Ramos reafirmou que a prioridade inicial será voltada para escolas, estabelecimentos de saúde, prédios da administração pública e os Centros Digitais de Cidadania (CDC), além da geração de emprego e renda.

Para isso, o Cidade Digital terá recursos federais, oriundos do orçamento dos ministérios, como o Ministério do Planejamento, além de verbas de emendas de bancadas e também recursos próprios do Governo da Bahia.

Criação do Consórcio teve o apoio das Câmaras Municipais

O consórcio já foi votado e aprovado por 12 das 17 Câmaras de Vereadores dos municípios do Território Portal do Sertão. Segundo o prefeito de Amélia Rodrigues, Antônio Carlos Paim Cardoso, o Toinho, o objetivo da visita coletiva à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) é implantar um Território Digital na região.
“A Secti é uma pasta resolutiva. Tanto que todos os 417 municípios da Bahia contam com, pelo menos um Centro Digital de Cidadania. Amélia Rodrigues já tem quatro e quer mais CDC’s nas escolas”, observou Toinho.

O prefeito de Santo Estêvão, Rogério Costa, disse que o consórcio recém-criado visa atender muitas demandas comuns dos municípios, como infraestrutura, aterros sanitários e resolver os problemas comuns de abate de bovinos, caprinos e ovinos.

“O Programa Cidade Digital representa a febre do momento, que é facilitar a informação em tempo real, com amplo acesso à internet banda larga e outros serviços”, acrescentou Costa. O coordenador do Território Portal do Sertão, Daniel Moreira, definiu o consórcio como um instrumento de materialização de ações de interesse mútuo em setores como gestão de resíduos sólidos, patrulha mecanizada e abate de animais.

A patrulha mecanizada é uma espécie de kit de infraestrutura, cedido pelo Governo do Estado e composto por máquinas como trator, patrol e retroesvadeira. Pelo acordo, as prefeituras se revezam no uso desses equipamentos. O prefeito de Santa Bárbara, Jailson Costa dos Santos, afirmou que, com o Consórcio, as políticas públicas para os municípios do Portal do Sertão terão um alcance ainda maior.