A partir de abril, o Hospital Regional de Juazeiro contará com o Programa de Residência Médica. Três vagas foram aprovadas para a residência na unidade: uma em cirurgia geral e duas em clínica médica.

No final do ano passado, o hospital, que integra a rede estadual de saúde e é gerenciado pelo Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), recebeu a representante do Conselho Estadual de Residência Médica (Cerem/BA), Tatiana Aguiar, que foi conhecer o corpo clínico e as instalações físicas da unidade, para fazer um parecer e determinar a possibilidade de oferecer a residência.

O parecer foi encaminhado à Comissão Nacional de Residência Médica e aceito. “A região só tem a ganhar com esta aprovação da residência. A estrutura para receber os médicos residentes já está pronta”, afirmou o superintendente do hospital, Rodrigo Marques.

A residência médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação e especialização destinada a médicos que são selecionados por meio de concurso. De acordo com o Ministério da Educação, a expressão ‘residência médica’ só pode ser empregada para programas que sejam credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica.

Além da residência médica, teve início no mês passado o internato de estudantes de Medicina da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Para o diretor de Atenção à Saúde do Hospital Regional de Juazeiro, Marcelo Marques, a implantação da residência e do internato na unidade fortalece a qualidade dos serviços. “É uma vitória para o hospital e para os usuários”, disse.