Entusiasmo, orgulho e confiança marcaram as declarações do governador Jaques Wagner sobre a viagem que fez ao Oriente Médio, integrando a comitiva oficial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele retornou na madrugada desta sexta-feira (19), após seis dias de missão de paz e relações comerciais na região, trazendo a informação de que há possibilidades de Israel investir na Bahia nas áreas de tecnologia e agricultura. 

“A viagem foi muito positiva e eu me sinto extremamente orgulhoso como governador de participar desta empreitada. A nossa posição é muito clara: a gente defende a convivência pacífica do Estado Palestino e do Estado de Israel. Eu creio que as pessoas querem mediadores que tenham informações e tomem posições pela paz”. 

O governador disse que foi uma emoção especial para ele, que é de origem judaica, ter amanhecido em Jerusalém – território israelense – e ter dormido em Belém – território palestino – acompanhando o esforço do presidente Lula para resolver os conflitos entre os dois países. 

Segundo Wagner, o ministro Celso Amorim está na Síria como desdobramento da visita feita a Israel, Palestina e Jordânia. “Creio que temos a maturidade, a diplomacia brasileira e a liderança do presidente Lula para realizar um papel que é importante para o mundo inteiro que é a paz no Oriente Médio”. 

O governador afirmou que os representantes do governo de Israel, demonstraram interesse em instalar empresas na área de tecnologia, no Parque Tecnológico. Na agricultura, Wagner acredita que a experiência de Israel na área de irrigação, no reaproveitamento da água e dessalinização, poderá ser útil ao estado. “Vamos continuar este diálogo com a embaixada e o consulado de Israel na área comercial. Então, está aberta uma oportunidade de negociação. Israel deve enviar uma missão para Salvador e eu creio que temos muitas chances de trazer algum investimento deles para o estado. Ter um acordo de cooperação técnica nestas áreas”. 

Emprego
O governador também comemorou os resultados da pesquisa do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgada pelo Ministério do Trabalho, na quarta-feira (17). A Bahia responde por mais do que 99% do saldo de empregos de toda a região Nordeste no primeiro bimestre deste ano. Foram 20.512 dos 20.543 novos postos de trabalho. “Era dia do meu aniversário e foi um belo presente para o governador o resultado de que, mais uma vez, em fevereiro, batermos o recorde de geração de emprego, com o dobro do último recorde, que era de 2005”. 

Para Wagner, o bom desempenho da Bahia é atribuído à política econômica do governo federal, que tem feito o Brasil passar pela crise de uma forma mais suave para continuar crescendo. O governador disse também que a boa performance da Bahia é motivada “pelos programas sociais e a transparência com que a gente vem conduzindo a economia baiana. Os empresários percebem que a Bahia tem qualidade e mão de obra e um governo que respeita as regras e os acordos firmados”.

Publicada às 17h10
Atualizada às 19h40