O Programa Universidade para Todos vem proporcionando o acesso de estudantes da rede estadual ao ensino superior, criando condições igualitárias de disputa às concorridas vagas. O estudante Kaique Novais, 17 anos, é um exemplo disso. Oriundo do Colégio Estadual Polivalente de Itajuípe, ele foi aprovado em quinto lugar no curso mais concorrido da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), o de Medicina.

Kaique Novais foi um dos 21 mil estudantes atendidos, em 2009, pelo programa de pré-vestibular gratuito do Governo do Estado. “Antes, não acreditava que iria passar de primeira, mas o curso foi muito bom. Os professores e o conteúdo foram de qualidade e esclarecedores. Estudava pela manhã e participava das aulas do pré-vestibular à noite. Se no passado o ingresso de estudantes da rede pública na universidade pública pareceria um sonho distante, agora o Universidade para Todos mostra que é possível seguir em frente com os sonhos. Para a mãe de Kaique, Rita Novais, a iniciativa do governo mudou a vida da família. “Se não fosse este curso era capaz dele parar de estudar. Hoje, ele tem um futuro promissor”. O jovem quer se especializar em Neurologia.

Avanços
Em 2006, o programa atendeu 31 municípios. Três anos depois, passou a beneficiar 104 municípios de 23 dos 26 territórios de identidade. A previsão para este ano é chegar a 130 municípios. De acordo com o coordenador de Educação Superior da Secretaria da Educação, Clóvis Caribé, o Universidade para Todos tem conseguido melhorar o desempenho dos alunos do 3º ano do ensino médio, elevar a autoestima dos cursistas e de seus familiares, incentivar a produção acadêmica e favorecer a inserção do graduando (monitores) no mercado de trabalho.

O programa tem o objetivo de facilitar o acesso de alunos da escola pública às universidades, sendo parceiras as quatro universidades estaduais – de Santa Cruz (Uesc), de Feira de Santana (Uefs), do Sudoeste Baiano (Uesb) e a Universidade do Estado da Bahia (Uneb), além da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB). O pré-vestibular funciona dentro das unidades escolares, o que tem estimulado a participação e continuidade nos estudos.

Vitória em família
Dupla vitória aconteceu no município de Uibaí, localizado na região de Irecê. Mãe e filha cursaram o Universidade para Todos e foram aprovadas na Uneb. “O fato de o curso estar na minha cidade me estimulou a frequentar o terceiro ano. Não quis perder tempo porque tinha pressa de entrar logo na universidade. Estou feliz, valeu o esforço”, ressaltou a ex-aluna do Colégio Estadual Manoel Levi, Angra Luane Rosa, 16. Ela foi aprovada no curso de Direito, na Uneb de Jacobina.

Para a mãe de Angra, Elna Nunes, 36, que deixou de estudar quando a filha nasceu, foi uma oportunidade de realizar um sonho. “É de muito valor para nós, que moramos distantes da capital, poder ter uma universidade próxima. Antes era difícil, tudo era longe. Agora, não paro mais. Tenho orgulho de ter participado de um programa gratuito e de qualidade com excelentes professores”. Ela foi aprovada em Pedagogia, na Uneb de Irecê.