Os candidatos que concorrem às 1,2 mil vagas do primeiro concurso público da Fundação Estatal Saúde da Família (Fesf-SUS) receberão as boas vindas do secretário de saúde do Estado, Jorge Solla, e do diretor geral Fesf, Hêider Pinto. O secretário e o diretor vão estar às 7h, no Colégio Estadual Hildete Lomanto, no Garcia, um dos locais onde serão aplicadas, nestes sábado e domingo (20 e 21), as provas para profissionais que vão atuar na estratégia saúde da família na Bahia. 

Pela manhã, os portões das unidades estarão abertos das 8h às 8h45. O início da prova ocorrerá pontualmente às 9h. À tarde, os portões estarão abertos das 14h às 14h45. No turno vespertino, as provas começam às 15h.

Na escola, localizada na rua Prediliano Pitta, número 1, Solla e Hêider Pinto vão também conceder uma entrevista sobre a Fesf e as novas metas para a atenção básica no estado. As provas serão realizadas em todas as capitais do Brasil e em sete cidades da Bahia, Barreiras, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Ilhéus, Irecê, Teixeira de Freitas e Juazeiro

Em Salvador, as provas vão ser realizadas em doze unidades escolares, nos dois turnos, para as 32 profissões abertas no concurso. A direção da Fesf-SUS alerta os candidatos para chegarem com antecedência de uma hora ao local das provas, para assegurar com tranquilidade a identificação e local da sala. 

Os candidatos devem estar munidos apenas de caneta esferográfica, tinta azul ou preta, lápis, borracha, documento oficial de identificação original e comprovante de inscrição. O diretor geral da Fesf-SUS afirma que até o final de maio serão convocados todos os trabalhadores selecionados. 

“Nossa expectativa é muito grande, pois esta é a primeira carreira da saúde da família no Brasil, oferecendo todas as condições para o trabalhador progredir na carreira com formação permanente, todos os direitos trabalhistas e utilização avançada dos recursos das tecnologias”, afirma Hêider Pinto.